quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Para refletir

AMOR/SEXO

Enquanto o imbecil do amor ficava naquele nhê-nhê-nhê, que todos conhecemos, o sexo inventava o lenocínio e a prostituição. 

Millôr Fernandes

Nenhum comentário:

Postar um comentário