quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Se ta na moda vamos falar

o narrador em terceira pessoa ajuda o filme a criar personagens absolutamente humanos. Faz inclusive com que o filme brinque com um fato que acontece sucessivamente no cinema que é criar personagens estereotipados. O narrador anuncia os personagens estereotipademante e mais tarde, quando eles tomam vida própria, o que passa diante de nós são pessoas com aflições e contradições. Em cada diálogo a personalidade de cada um vai se tornando verídica dentro daquele contexto, tanto que só nos lembramos que é um filme quando o diretor faz questão disso. Ex: cena em que acontece um fade out fade in em forma de círculo.


Ps: Woody gosta de brincar com a questao filme/ espectador. Vide em A Rosa Purpura do Cairo.

Ps: Woody parece querer nos mostrar como se constrõe personagens, por isso anuncia algo na introdução que não concorda e depois acaba com aquilo.

Ps: ler o blog rafaelgomes.blogspot.com

Ps: melhor coisa de Vicky Cristina Barcelona: está todo mundo discutindo cinema. Finalmente um filme bom que as pessoas em geral assistiram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário